Meu carrinho
Carrinho Vazio
05/07/2023

Como as pedras naturais podem influenciar no seu bem-estar

Que as joias enaltecem a sofisticação feminina, isso não é novidade nenhuma, mas quando a jóia vem acompanhada de pedras naturais, esse cenário muda totalmente.

As pedras naturais têm sido valorizadas ao longo dos tempos por sua beleza e propriedades únicas. Além disso, acredita-se que elas possam ter influências positivas no bem-estar e equilíbrio pessoal.

Milhares de pessoas carregam com si essas pedras por diversos motivos: proteção, busca por amor, prosperidade, clareza mental e muito mais. Ao invés de jogá-las na bolsa, mochila, deixá-las na mesa, por que não fazer uma combinação harmônica em joias que te acompanham pra tudo que é lugar?

Vem conhecer mais desse mundo e se preparar para escolher aqui na Zâmbia a sua próxima pedra natural.

Explicando melhor as pedras naturais

As pedras naturais são consideradas portadoras de energia, que podem afetar nosso estado emocional, físico e mental. A energia presente em cada pedra é única e pode interagir com nosso próprio campo energético.

Embora o uso de pedras naturais para fins terapêuticos e espirituais tenha raízes antigas em diferentes culturas, recentemente houve um ressurgimento desse interesse. As pessoas estão buscando alternativas naturais para equilibrar sua energia, aliviar o estresse e promover o bem-estar, e esses minerais tornaram-se uma maneira acessível e eficaz de alcançar esses objetivos.

Cada pedra tem seu valor e seu propósito:

  • Quartzo rosa - Amor e autoestima

A pedra do amor incondicional e da paz interior. Ele pode ajudar a fortalecer o amor próprio, melhorar relacionamentos e promover a cura emocional. Colocar um quartzo rosa em seu ambiente ou usá-lo como joia pode ajudar a elevar sua vibração amorosa.

  • Ametista - Calma e espiritualidade

A ametista se associa à calma, serenidade e espiritualidade. Ela tem propriedades relaxantes e pode auxiliar na meditação, promovendo um estado mental tranquilo. Ter uma ametista no quarto ou usar acessórios com essa pedra pode ajudar a melhorar a qualidade do sono e reduzir o estresse.

  • Citrino - Prosperidade e alegria

O citrino é conhecido como a pedra da prosperidade e da alegria. Ela é associada à abundância e pode ajudar a atrair sucesso financeiro. Além disso, o citrino também é capaz de dissipar energias negativas, promovendo um estado de espírito mais positivo e otimista.

  • Turmalina negra - Proteção e limpeza energética

A turmalina negra é uma pedra extremamente protetora, capaz de repelir energias negativas e proteger contra influências externas indesejadas. Ela também é excelente para limpar e purificar a energia de ambientes. Ter uma turmalina negra em sua casa ou carregá-la consigo pode ajudar a criar um escudo energético pessoal.

  • Água-marinha - Clareza mental e comunicação

A água-marinha promove a clareza mental, melhora a comunicação e estimula a intuição. Ela pode ajudar a expressar pensamentos e sentimentos de forma mais assertiva e harmoniosa.

  • Jade - Equilíbrio e cura emocional

A jade é altamente valorizada por suas propriedades curativas e equilibrantes. Ela pode ajudar a restaurar o equilíbrio emocional, aliviar o estresse e promover a cura interna. Ter um objeto de jade em seu ambiente ou usá-la como joia pode trazer uma sensação de calma e harmonia.

  • Selenita - Paz e purificação

A selenita é conhecida por sua capacidade de promover a paz, a serenidade e a purificação. Ela possui uma energia suave e calmante, capaz de limpar energeticamente espaços e afastar energias negativas.

  • Ágata - Equilíbrio emocional e proteção

A ágata é uma pedra que pode auxiliar no equilíbrio emocional, trazendo estabilidade e segurança. Ela também é associada à proteção e pode ajudar a fortalecer a aura pessoal. Ter uma ágata por perto pode ajudar a promover a estabilidade emocional e proteção energética.

A espiritualidade e o poder das pedras naturais

Muitas tradições espirituais e práticas holísticas têm explorado o poder das pedras naturais há séculos. Essas pedras são frequentemente usadas em meditação, rituais de cura, práticas de equilíbrio energético e como ferramentas para fortalecer a conexão espiritual. Acredita-se que elas possuam uma sabedoria ancestral e uma vibração energética que pode nos auxiliar em nossa jornada pessoal.

Embora não haja evidências científicas concretas para comprovar essas crenças, muitas pessoas encontram significado e conexão pessoal ao usar e trabalhar com esses minerais em práticas espirituais e de cura.

Um exemplo disso é a atribuição das pedras a determinados chakras (centros de energia no corpo humano) onde são usadas para equilibrar e harmonizar esses pontos.

Mas a real é que, a maneira como as pedras naturais são utilizadas na espiritualidade pode variar. Algumas pessoas optam por carregar as pedras consigo, seja em forma de jóias ou pedras de bolso, enquanto outras preferem colocá-las em ambientes específicos, como altares e espaços de meditação.

Aqui vale o que faz a pessoa se sentir melhor e mais conectada.

E que tendência é essa?

Algumas boas décadas atrás, as pedras naturais eram utilizadas pela joalheria como parte de seus produtos e reforçando o valor de uma joia. Rubis, diamantes, esmeraldas e safiras eram lapidados até chegar no modelo perfeito para se destacarem.

Atualmente há uma tendência que vai um pouco em contradição a isso. Uma tendência que busca mais o natural, o rústico e o exclusivo. Veja que, quando a pedra não é tão lapidada, ela se mostra de diferentes formas, com diferentes tons, tamanhos e até mesmo texturas, sendo incorporadas às joias de forma mais orgânica e autêntica. Ou seja, únicas.

  • Pedras brutas: Pedras naturais brutas são aquelas que não passaram por um processo extensivo de lapidação. Elas são mantidas em sua forma original, com todas as suas irregularidades e características naturais. Essas pedras podem ser colocadas em molduras de metal ou envolvidas por fios e arames, mantendo sua aparência natural.
  • Lapidação livre: Em vez de um corte tradicional com facetas precisas, as pedras podem ser lapidadas de forma livre, mantendo uma aparência mais rústica. Esse tipo de lapidação envolve o uso de formas orgânicas e assimétricas que preservam a beleza natural da pedra, resultando em joias únicas e distintas.
  • Pedras polidas parcialmente: Algumas pedras podem ser polidas apenas em certas áreas, mantendo outras partes em sua forma original. Essa técnica cria um contraste interessante entre as partes polidas e as partes não lapidadas, destacando a beleza natural da pedra.
  • Inclusões e imperfeições visíveis: Ao invés de esconder as inclusões e imperfeições das pedras, esses elementos podem ser destacados e valorizados. As inclusões são características internas da pedra, como veios, pontos e fissuras, que podem adicionar caráter e singularidade à joia.

Essa abordagem de forma mais rústica nas joias tem atraído pessoas que buscam uma estética mais autêntica e não convencional. Peças que destacam a individualidade e transmitem uma sensação de beleza natural.

****

As joias de pedras naturais não apenas adicionam um toque de beleza e elegância ao nosso visual, mas também nos permitem carregar conosco os benefícios terapêuticos dessas pedras.

Além disso, a utilização vai além das joias, podendo ser incorporada em diversas práticas espirituais e de bem-estar, com efeitos positivos para seu seu equilíbrio emocional, espiritual e físico.

Aqui na Zâmbia exploramos a naturalidade das pedras e as incorporamos com nossas semijoias de uma forma delicada e muito feminina.

Já escolheu a sua?